Fábio Costa
Se faz necessário transpor a alma através das palavras.
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Pássaro
          Fábio Costa

 
Queria ser um pássaro.
Sei lá. Voar sem limites por aí.
Esbanjar o que o homem perdeu com a linguagem
A liberdade de ser o que se deseja.
 
Voar sem fixação.
Pousar sem obrigação.
Sentir o vento que refaz.
 
Falar é fastidioso.
Provoca ressonâncias diversas.
Encobre mais do que revela.
 
Voar, não.
O voo é livre. É solitário.
 
A palavra é prisão.
Condena o sujeito que tenta se livrar.
É paradoxo.
Ilusão.
 
Como não tenho asas me contento
Com meias palavras que algemam.
Com sílabas mal pronunciadas
E um universo de desentendimento.
 
Sei que não sou sem as letras.
Sem os sentidos, as frases e as deixas.
Sou palavra do Outro que me constitui
Mas queria mesmo é ser pássaro
Com ninho bem alto
Lá aonde a palavra não chega.

Imagem: Alessandra Biet
alebiet.blogspot.com
 
Fábio G Costa
Enviado por Fábio G Costa em 19/11/2018
Alterado em 19/11/2018
Comentários