Fábio Costa
Se faz necessário transpor a alma através das palavras.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Cavacos
 
Suas mãos estavam cheias.
Pequenos pedaços que compunham um todo.
Partes de um ser que se desfez
Talvez pelos “ais” da vida, talvez pelos erros do viver.
 
Era um punhado de cavacos sujos
Marcados pela faca que lhes picou.
Era um amontado de dúvidas e escrúpulos
Fadados a se perder por falta de amor.
 
Era assim que ele se sentia
Até ser juntado pelas mãos divinas.
Partes que não se encaixavam
Pedaços de uma vida.
 
Impossível refazer a peça única.
Tarefa infindável de recolocar tudo no lugar.
Mas ele não buscava a integridade
Pois se descobriu inteiro nas partes.
 
O que o uniu?
A dúvida de ser peça única.
O que o dividiu?
A certeza de nunca ser despedaçado.
 
Pobre alma que se julga plena.
Quando se tornar cavacos
Pela lida na vida feroz,
Sentirá a solidão doer,
Por não ser capaz de se refazer
Dos pedaços sujos que lhe compõe.
Photo by @trond.kvamme.1
 
Pe Fábio Costa
Enviado por Pe Fábio Costa em 14/05/2018
Alterado em 14/05/2018


Comentários