Fábio Costa
Se faz necessário transpor a alma através das palavras.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Dilúvio do eu 


Oh doce sobrevivência que amarga a predileção. 
Responder a esse locus de eleito é sofrer uma passiva ação. 
Prefiro antes a lama do dilúvio que emoldura o real do ser.
Se sou pecado e me percebo, sobrevivo quando as águas dissolverem.
Se na barca seco estou, trago no peito a marca da perfeição. 
Serei, então plenitude falsa... Serei sem ser.
No final todos pisarão no barro. 
Uns com ar de superioridade, outros com humildade. 
Estes últimos terão nadado para o próprio interior. 
Pe Fábio Costa
Enviado por Pe Fábio Costa em 21/11/2017
Alterado em 21/11/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de Pe. Fábio Costa e o site www.facebook.com/ensaiopoetico). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários