Pe. Fábio Costa
Se faz necessário transpor a alma através das palavras.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Olhar para dentro
Fábio Costa

 
Por muito tempo, olhei
para fora de mim e encantei;
com cores e sabores que não eram meus.
Por certo tempo. Depois chorei.
 
Chorei as dores que provocaram em mim.
Gastei as noites pensando como redimir,
palavras que não foram compreendidas,
nem sentidas... muito menos vividas.
 
Então debrucei;
no parapeito do meu peito
e lágrimas derramei
por ter acreditado em vão.
 
Mas o tempo desfez,
as amarras impostas por mim.
Olhei para dentro e vi,
que tudo estava na ordem do meu coração.
 
Faltava a destreza da guinada;
a palavra bem direcionada;
Não ao outro, mas a mim.
Assim me encantei.
 
Agora, o amor nascia dentro.
Era dirigido a outros no seu tempo.
Mas sem deixar a fonte secar.
 
O olhar mudou tudo.
O amor era eu.
Aprendi a olhar para dentro de mim.

 
Pe Fábio Costa
Enviado por Pe Fábio Costa em 02/08/2017
Alterado em 02/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de Pe. Fábio Costa e o site www.facebook.com/ensaiopoetico). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários