Fábio Costa
Se faz necessário transpor a alma através das palavras.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Libertação
Fábio Costa
 
E de repente ele se abriu.
Num movimento suave
ao clique do destrave seu sorriso,
largo e feliz se mostrou.
 
Era o que faltava: a liberdade.
E com ela, ficou para trás
as amarras de uma vida de ilusão.
 
Estava lá o tempo todo...
a chave que encaixava na situação...
Ele, encantado com o cadeado da vida
não enxergava o formato,
era escravo do que vivia.
 
O som do destravamento o impeliu
a retirar as correntes que pesavam,
e leve como nunca antes vivera,
avançou...
 
A chave, ele trouxe na mão...
Pudesse outros cadeados destravar.
Tirar as amarras e o peso
da ferrugem lograda com o tempo.
 
Aquele movimento o libertou...
A ele... antes alienado no devir do outro.
Mas logo percebeu seu engano...
Era única... era a sua chave.
 
Os outros que vasculhem seus baús.
 
Pe Fábio Costa
Enviado por Pe Fábio Costa em 12/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de Pe. Fábio Costa e o site www.facebook.com/ensaiopoetico). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários