Pe. Fábio Costa
Se faz necessário transpor a alma através das palavras.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Tênue
 
 
Força e temor dispõem,
De elementos díspares e convergentes...
São limas de aço na carne...
Ou lágrima de criança inocente.
Separar o prazer de espalhar dor
Do amor que se acolhe em noite fria
É o mesmo que sonhar acordado
Enquanto se espera o cessar da gritaria.
Elementos nobres e sem cortes,
São a força e temor na alma pungente
Que se levanta como arma no flanco,
Aguardando o combate, o desastre
A sorte de achar um norte
E não usar a força temente.
Na linha tênue do dissabor,
Resta o olhar impávido e eloquente;
Se piscar é dor,
Se resistir é gente...
 
Pe Fábio Costa
Enviado por Pe Fábio Costa em 24/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de Pe. Fábio Costa e o site www.facebook.com/ensaiopoetico). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários