Pe. Fábio Costa
Se faz necessário transpor a alma através das palavras.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Áudios

Horizonte sem sentido
Data: 25/04/2017
Créditos:
Interpretação, edição e produção: de Pe. José Carlos Pereira

Poema de Pe. Fábio Costa

Trilha Sonora: CD Planeta Nova Era. O melhor da New Age & World Music. Vol. 8.
Faixa 1: The Gold of the last Alchemy
Alpha Phoenix. Azul Records
Coletânea produzida por Corciolli.

Agradecimento especial ao Pe. José Carlos pelo presente.
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de Pe. Fábio Costa e o site www.facebook.com/ensaiopoetico). Você não pode criar obras derivadas.


Horizonte sem sentido
Abstrair da vida sentido
em meio ao caos instituído,
é navegar em mar bravio
sem porto segure, nem abrigo.
 
Ciente das escolhas, avanço;
em passos largos, rumo à liberdade.
Assumo os erros e ganho
paz de espírito e sanidade.
 
Não há caminho interior simples,
nem desacompanhado da dor d’alma.
O que há é autonomia em jogo;
escolhas conscientes de um sujeito que cala.
 
E neste trâmite existencial
as vendas dos olhos, devo tirar;
e se desejo ver o horizonte se abrindo
em sua direção é preciso caminhar.
 
A paz de espírito ou a liberdade
envereda em meio aos meus desejos insanos.
Quero e lamento em prantos
suas fragilidades, vaidades, o puro engano.

 
Enviado por Pe Fábio Costa em 30/08/2016

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de Pe. Fábio Costa e o site www.facebook.com/ensaiopoetico). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários